A nova chicane do café pode trazer vantagens para o Ginetta G50

Após os acontecimentos desse ano na Curva do Café, a CBA criou uma alternativa para trazer mais segurança para os pilotos das categorias nacionais, até a reforma na área de escape desta curva, que foi a criação de uma chicane.

Aumentando o tamanho da pista em 5 metros, foi estreada no fim de semana passado pela Stock Car, e com aprovação dos pilotos e mais segurança para a Itaipava GT Brasil, a nova chicane também será utilizada na próxima etapa paulista, que acontece nos dias 27 e 28 de Agosto.

“Acho que foi uma iniciativa correta da CBA, visando mais segurança para o nosso esporte. Acredito que teremos a pista uns dois segundos mais lenta e com certeza a mudança aumentará a dificuldade nas ultrapassagens no final da reta”, afirma Pedro Queirolo, piloto da GTBR3.

Para os Ginetta G50, a nova chicane pode ter um bom resultado, pois o modelo inglês sempre teve desvantagem na longa reta com subida, por ter menos força no motor. “Vai travar ainda mais a pista. O que para nós é interessante, pela falta de motor que temos. Ficou mais fácil quebrar a suspensão também!”  destaca Carlos Burza.

A nova chicane partiu de uma solicitação da CBA, e foi  primeiramente criticada por conta da zebra ter sido construída ao contrário, necessitando assim, passar por uma reforma. O custo total foi de R$ 100 mil.

Neste ano tivemos 2 acidentes fatais na Curva do Café, o do fotógrafo João Lisboa andava na pista em um”‘track day” organizado por uma escola de pilotagem em Março e do Gustavo Sondermann na corrida da Copa Montana realizada na primeira semana de Abril, uma semana antes da estreia do campeonato do Itaipava GT Brasil.

Logo após o acidente do Sondermann, Burza comentou aqui no texto “Adeus à Sondermann” sobre o traçado antigo de Interlagos e sugeriu a idéia de Chico Lameirão de utilizar o contorno antigo da Junção, o que por si só, já mudaria o ponto de tangência do Café, dando-lhe mais visibilidade.  Afinal, por que, na pista antiga, essa curva nunca ofereceu problema, mesmo levando-se em conta a utilização dela pela Formula 1, durante tantos anos?

Anúncios
  1. #1 por Fabricio em 11/08/2011 - 21:54

    Matará a velocidade na reta, para os Ginettas vai ser excelente, mesmo porque ela não é tão travada assim, o que favorece um pouco mais. Porém a chance de quebra de suspensão ficou muito grande, bastando um pequeno erro na saída dela principalmente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: